Tv. Cristóvão Colombo, 1082 - Cruzeiro, entre R. Santa Isabel e R. Cel. Juvêncio Sarmento.



O Coisas de Negro é um espaço de resistência, apresentação, circulação, formação, debates e difusão da cultura popular paraense, com predominância no carimbo. O Carimbó é uma manifestação cultural do Pará, e um de seus mestres, Raimundo Piedade da Silva, o Nego Ray, é uma referência dessa cultura no bairro de Icoaraci, em Belém. Sua trajetória de vida deu início ao Espaço Cultural Coisas de Negro, lugar onde as pessoas podem não só vivenciar e praticar o Carimbó. Nego Ray passou a convidar grupos locais para tocar nas rodas de carimbó, realizadas todos os domingos, e acabou formando o Mundé Cultural, grupo que mistura a pegada do tambor de carimbó com guitarradas, bateria e contrabaixo. Nego Ray difundiu o carimbó pelo interior do Estado do Pará, ministrando oficinas de percussão para comunidades pobres afro-indígenas, e transmitindo seu conhecimento de luteria de instrumentos percurssivos com material retirado diretamente da natureza. Essas oficinas também são ministradas aos sábados no Espaço Coisas de Negro.

 

ARTISTAS-GESTORES

Nego Ray

Luizinho Lins

 

MINI-BIOS

 

Luizinho Lins

Paraense, Historiador, músico e pesquisador da cultura popular. Desenvolve aulas shows, oficinas de música regional e pesquisa sobre instrumentos regionais amazônicos, confecção de blogs, trabalhos em mídias sociais e transmissões ao vivo via streams. É Especialista em História, Mídias livres, instrutor de Linux e GIMP, instrutor e músico de carimbo.

LINKS

Fanpage facebook:
Fanpage 2 facebook:
Blog Espaço Cultural Coisas de Negro:
Espaço Cultural Coisa de negro – Tô na rede:
Espaço Cultural Coisas de Negro – a0 anos de roda de carimbo:

 

VÍDEOS






 

FOTOS

« 1 de 2 »