Mercado de São Bráz

O Mercado de São Brás é uma construção histórica localizada na cidade de Belém, no estado do Pará. Situado distante do centro histórico da cidade, foi erguido durante época áurea do ciclo da borracha amazônica – Belle Époque , a sua construção foi iniciada no dia 1º de Maio de 1910 e foi concluído em 21 de Maio de 1911.

O Mercado foi construído em função da grande movimentação comercial gerada pela ferrovia Belém/Bragança. Como o ponto final do trem era em São Brás, com muitas pessoas embarcando e desembarcando ali, a área se tornou atrativa para a comercialização de produtos. O mercado foi projetado também para ampliar o abastecimento da cidade, que até então ficava concentrado apenas no mercado do Ver-o-Peso. Criado pelo arquiteto italiano Filinto Santoro, o mercado possui sua estrutura construída em ferro e mescla elementos do art nouveau e neoclássico, com detalhes escultóricos também em ferro e azulejos decorativos.

Antônio Lemos, intendente de Belém na época, cedera a Santoro o terreno para a construção do mercado. Foram importados da Itália materiais e operários para a execução da obra. A obra foi executada pelo engenheiro italiano Filinto Santoro, também responsável por outras grandes construções em Belém, como o Palacete Augusto Montenegro e o Colégio Gentil Bittencourt.

Atualmente o prédio do mercado sofre com a má conservação, falta de segurança publica e incentivos governamentais. Entretanto, continua sendo palco de inúmeros movimentos populares e visto por muitos como um símbolo de resistência. Um exemplo disso é a tradicional batalha de mcs que acontece na grande praça do mercado.